Pesquise no Google

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

5 DICAS PARA COMEÇAR UM NEGÓCIO SEM TER NENHUMA EXPERIÊNCIA

ponta_grossa_online_noticias_empreendedor_negocio_sem_experiencia
O empreendedorismo é, cada vez mais, visto como uma opção de carreira para os brasileiros. Porém, futuros donos de negócio esbarram em uma questão complicada: como criar um empreendimento sem ter tido nenhuma experiência anterior na área de gestão de negócios? Essa foi uma das perguntas feitas na rede social Quora. Em resposta, diversos empreendedores experientes deram a sua visão sobre o assunto, enumerando alguns primeiros passos para quem quer empreender:

1 — Descubra o que realmente o motiva a empreender

O primeiro passo para criar um negócio de sucesso é ter muito claro qual o seu propósito com a criação dele. É comum que futuros empreendedores optem por esse estilo de vida porque querem mais liberdade de decisões e mais tempo livre, por exemplo.

“Sempre pode haver algo a mais na sua vida, mas é você quem tem de decidir o que é ‘mais’ para você. Do que você sente falta? O que o faria feliz?”, indaga a empreendedora Rachael Thompson. “Sua rota para o sucesso não será parecida com a de ninguém. As pessoas costumam olhar para outros em busca de inspiração, mas ficam imitando o que essas pessoas fizeram no lugar de descobrir o que funciona melhor para elas próprias.”

Como exemplo, ela cita o sucesso de Steve Jobs: mesmo que as estratégias do criador da Apple tenham levado o negócio ao sucesso, seu modelo de gestão pode entrar em confronto com a ética de trabalho, os valores pessoais e a personalidade de muitos outros empreendedores.

2 — Pratique mais a análise e menos o impulso

Não comece um negócio apenas porque não aguenta mais os percalços que vêm com o trabalho em empresas – e sim porque a vida de empreendedor é a que atende seus objetivos, e você está disposto a passar dificuldades para obtê-los.

Muito provavelmente, você encontrará pontos negativos também ao empreender, avisa a empreendedora Debbie Widjaja. Por isso, agir por impulso e desistir de ser funcionário só porque ser dono de um negócio aparenta ser mais relaxante é uma ilusão que logo sumirá.

“Você ainda encontrará situações que gostaria de evitar: membros do seu time que são irritantes, clientes arrogantes e regulações estúpidas”, enumera.

Da mesma forma, não pratique o impulso na área financeira: abandonar a vida de funcionário sem ter feito uma reserva. “Você consegue sobreviver sem uma renda fixa pelos próximos dois ou três anos? A partir do momento em que você contrata pessoas, você é parcialmente responsável pela vida delas e das famílias delas. Se seu negócio falir amanhã, quais vidas serão impactadas?”, indaga Widjaja.

3 — Tenha uma ideia – e veja se ela realmente funciona

Para muitos empreendedores, um empreendimento começa a partir de uma ideia. Porém, muito além de usar seu tempo para pensar em um negócio inovador, o futuro empreendedor precisa validar a sua ideia: ou seja, conferir que seu produto ou serviço pode realmente funcionar.

O empreendedor Rahul Mehra lista algumas das características de uma boa ideia de negócio – você pode checar se a sua ideia cumpre tais requisitos enquanto estiver tanto na fase de ideação quanto na fase de testes.

“Uma ideia deve ser algo pelo qual você é apaixonado; algo que ainda não foi explorado (se você quiser grandes riscos e alta recompensa); algo que foi bem experimentado por alguém (se você quiser ter poucos riscos e ganhar menos); algo que resolve um problema enfrentado pela sociedade; e algo que satisfaz uma necessidade.”

4 — Prepare um plano de negócios excepcional

Elaborar um bom plano de negócios é essencial para qualquer empresa de sucesso – especialmente se você não possui experiência real em empreendimentos e não sabe computar direito todas as necessidades de recursos que eles exigem.

“Essencialmente, é uma planta do seu futuro negócio: como ele se parece e o que ele irá requerer. Muitos negócios não possuem um plano de negócios, e essa é uma falha fundamental, que precisa ser evitada a todo custo”, afirma a empreendedora Alexandra Isenegger.

5 — Pesquise mais sobre o mercado em que você quer atuar

“Provavelmente, a coisa mais importante a ser feita antes de começar seu próprio negócio é fazer sua lição de casa”, sentencia a empreendedora Alexandra Isenegger. Alguns pontos de estudo são a real demanda do seu produto ou serviço, o contexto econômico do setor e a força dos seus competidores.

“Você está entrando em um monopólio, um oligopólio ou um mercado perfeitamente competitivo? Quais são as forças e fraquezas deles? Melhor ainda: quais são as forças e fraquezas do seu próprio produto? Há alguma característica única da sua ideia de negócio que justifique a venda? Todas essas questões pedem um estudo extenso de marketing. Assim, você terá certeza de que possui uma ideia com um potencial lucrativo.”

Fonte: Sebrae